Festival Brasileiro de Filmes de Aventura, Turismo e Sustentabilidade

468×60 top

Ana Bueno

anabuenoQuem, nos anos 90, acompanhou o desempenho de Ana Bueno como repórter de uma emissora de TV comunitária de Paraty, jamais poderia imaginar outra profissão para a moça. Inteligente, rápida, comunicativa, curiosa, simpática, convincente e séria, não havia na cidade quem não a apontasse com admiração e respeito. Ficou famosa. Quando todos imaginavam que fosse seguir a profissão, indo buscar oportunidade nas grandes redes de TV, como assim o fizeram outras profissionais da extinta emissora, eis que opta por permanecer em Paraty -adotada por ela em 1987.

Suas afinidades e raízes com o lugar já eram fortes, e ela, nascida no Vale do Paraíba, escolheu aprofundar mais e mais sua relação com a antiga cidade. Criou um jornal, o Paratii, foi Secretária Municipal de Turismo e Cultura, mas a necessidade de liberdade – marca típica dela – associada a vontade de viver outras coisas foi-lhe levando para uma nova experiência profissional; aquela que lhe daria completa autonomia. 

Ao entrar para uma família tradicional de Paraty acabou por assumir o negócio da família. O que já era para ser bom ficou ainda melhor. As velhas e deliciosas receitas da culinária caiçara, tradição do Banana da Terra, foram adquirindo novos conceitos. Ganharam sofisticação e leveza, temperos inusitados, delicadas composições, toques sutis em combinações que juntam aromas, essências, sabores, cores, texturas… Pura alquimia.

Estudou com o chef francês Laurent Suadeau e depois foi para Itália buscar mais conhecimento no ICIF, escola de gastronomia localizada na região do Piemonte. Trabalhou em muitos eventos gastronômicos e busca aperfeiçoar seus conhecimentos em viagens dentro e fora do país. Troca experiências, lê, prova, vê, acompanha atentamente tudo o que o mundo da gastronomia lhe oferece

Tive oportunidades de assistir a chef Ana Bueno em ação muitas vezes. Em situações caseiras, entre amigos, ou em meio a super produções através de seu bufê, preparando banquetes de casamentos, de festas, ou no comando da cozinha, com equipes numerosas, em eventos como a FLIP.

Seu restaurante foi considerado por um júri especializado reunido pela revista Vip um dos 10 no Brasil que melhor representa a culinária brasileira. Recentemente lançou o livro Culinária Caiçara, o primeiro registro dessa cultura alimentar feito no país.

Organizou por cinco anos a Folia Gastronômica de Paraty, trazendo para a cidade chefs  do Brasil e de outros países, sempre visando a divulgação da gastronomia brasileira.

Compartilhe! Share!
468 ad

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

468×60 bottom
Anuncie aqui 728×90